JULGAMENTO HISTÓRICO NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL EM 01.12.2011

CLIQUE NOS LINKS PARA ASSISTIR O JULGAMENTO HISTÓRICO DE 01.12.2011

ESTAMOS DISPONIBILIZANDO OS LINKS DO YOU TUBE ENVIADOS PELO PROF. MANOEL AZEVEDO. É SÓ CLICAR E VERÁ OS VÁRIOS MOMENTOS DAQUELE HISTÓRICO JULGAMENTO.

Abaixo, respectivamente, estão os endereços no youtube das partes 1 de 5, 2 de 5, 3 de 5, 4 de 5 e 5 de 5 do vídeo do julgamento histórico no STF.

http://www.youtube.com/watch?v=w4DHkYcKpoo
http://www.youtube.com/watch?v=rRE6L0fu4Ks
http://www.youtube.com/watch?v=gQzH1FNS5Sg
http://www.youtube.com/watch?v=8FqTJqKrjww
http://www.youtube.com/watch?v=z1UKoALstcI

quarta-feira, 4 de março de 2009

SRS. QUEREMOS A VERDADE, URGENTE....



EDIÇÃO DE HOJE, QUARTA FEIRA, DIA 04 DE MARÇO DE 2009

QUERIDOS AMIGOS, QUERIDAS AMIGAS


Mesmo neste período de estado "latente" conseguimos algumas informações através de fontes fidedignas e irreveláveis. As fontes devem ser preservadas, é evidente.

Vamos ao fato abaixo descrito, narrado por duas fontes diferentes e com suas versões coincidindo em todos os pormenores.

Na quinta feira, dia 12 de fevereiro de 2009 sua Excia., o governador Cid Gomes recebeu, em Palácio, o presidente do SINDESP, prof. Luiz Boaventura e o prof. Ary Sidou, presidente da APESC.

A audiência foi agendada pela Deputada Federal Gorette Pereira, presente na oportunidade, juntamente com o prefeito de Guaramiranga.

Dirigindo-se ao sr. Governador, Boaventura indagou sobre o andamento do "acordo" (eufemisticamente tratado de tese por sua Excelência o Procurador Geral do Estado).

Diante do presidente do SINDESP, do presidente da APESC, da deputada Gorette Pereira e do sr. Prefeito de Guaramiranga, sua Excia., o Governador, afirmou que o sr. Procurador jamais tinha tratado do assunto (tese ou coisa semelhante) quando a questão era PISO SALARIAL (pode não ser textual mas, o sentido é o mesmo).

Boaventura não acreditou e repetiu a pergunta por mais de uma vez. O sr. Governador reiterou que nada havia discutido com o sr. Procurador nos termos de "acordo", "negociação", "tese", etc.
E essa "tese" foi aprovada em assembléia geral da categoria em 8 de agosto de 2008 e uma cópia da foi por nós protocolada na PGE.

Prometeu sua Excia. uma reunião com o Presidente do SINDESP e o sr. Procurador.
Até a presente data (04.03.2009) as 14:05 quando estavamos produzindo esta postagem a tal reunião com o governador, o procurador e o presidente do SINDESP não aconteceu.
As informações aqui postadas representam a legítima e irretorquivel expressão da verdade. Esperamos muito tempo para publicá-la em um paciente trabalho de pesquisa e confronto com mais de uma fonte.
Nos parece é que a categoria espera, de quem de direito, um esclarecimento bem fundamentado. Em suma, queremos a verdade. Com a palavra as autoridades do governo, aqui citadas. Exigimos delas o mesmo tratamento respeitoso que sempre, mesmo nos momentos de indignação, lhes asseguramos.
A nossa categoria merece e exige respeito.

--------------------------------------------------

Continue acompanhando o blog. Envie seus comentários. Como dizia o Padre Antonio Vieira, o nosso, não nos deixemos conduzir para o matadouro como o boi que desconhece a força que tem.
ÚLTIMA HORA URGENTE: (15:20 h de hoje 04/03/2009)
A AUDIÊNCIA AGENDADA ENTRE O MAGNÍFICO REITOR DA UECE E O SR. PROCURADOR PARA CONVERSAREM SOBRE PISO SALARIAL FOI CANCELADA. TIREM SUAS CONCLUSÕES.
_______________________
PREZADOS (AS) COLEGAS
ENVIEM SEUS COMENTÁRIOS PARA O BLOG PISO SALARIAL AGORA. PRECISAMOS MANTER ACESA A CHAMA DE NOSSA LUTA.
VENCEREMOS!!!

2 comentários:

Anônimo disse...

Prezado Prof. Telmo,

Acho que o Presidente do SINDESP deve aos associados do Sindicato - nós professores - uma bela explicação !!! E que seja logo, o mais urgente possível, no escopo de esclarecer o tal "despacho" bem como o cancelamento da audiência com o Governador. Ou o SINDESP utiliza este canal de comunicação - o seu Bolg - ou agenda uma reunião na sede do Sindicato, ou nos manda circular detalhando os fatos. O bom senso recomenda !!! Prof. Célio Andrade.

Antônio Eduardo disse...

Se a audiência foi agendada pela Deputada Federal Gorete Pereira, isso pode significar que a deputada tem interesse no assunto. Portanto, acho que o presidente do SINDESP deve acionar a deputada novamente, no sentido de agendar essa tal reunião entre governador, presidente do SINDESP e procurador. E com a participação também da deputada nessa reunião.