JULGAMENTO HISTÓRICO NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL EM 01.12.2011

CLIQUE NOS LINKS PARA ASSISTIR O JULGAMENTO HISTÓRICO DE 01.12.2011

ESTAMOS DISPONIBILIZANDO OS LINKS DO YOU TUBE ENVIADOS PELO PROF. MANOEL AZEVEDO. É SÓ CLICAR E VERÁ OS VÁRIOS MOMENTOS DAQUELE HISTÓRICO JULGAMENTO.

Abaixo, respectivamente, estão os endereços no youtube das partes 1 de 5, 2 de 5, 3 de 5, 4 de 5 e 5 de 5 do vídeo do julgamento histórico no STF.

http://www.youtube.com/watch?v=w4DHkYcKpoo
http://www.youtube.com/watch?v=rRE6L0fu4Ks
http://www.youtube.com/watch?v=gQzH1FNS5Sg
http://www.youtube.com/watch?v=8FqTJqKrjww
http://www.youtube.com/watch?v=z1UKoALstcI

quarta-feira, 8 de julho de 2009

"DECISÃO JUDICIAL NÃO SE DISCUTE. CUMPRE-SE". (Governador Cid Gomes)


EDIÇÃO DE HOJE, QUARTA FEIRA, DIA 09 DE JULHO DE 2009
QUERIDOS AMIGOS, QUERIDAS AMIGAS

O título da matéria da postagem não é especulativo. É uma frase proferida pelo governador Cid Gomes quando de sua visita à UECE na semana passada. Acrescentou mais algumas observações subjetivas sobre uma "pretensa" inconstitucionalidade do PISO SALARIAL. A velha cantilena de sempre, o samba de uma nota só. Sua excia. foi até agora mal orientado por seus assessores da PGE. Os doutos procuradores de há muito reconheceram a fragilidade e a inconsistência de suas teses. Sem convicção usaram de artifícios para garantir o que julgavam uma sobrevida para a sua sistemática perseguição aos professores da Universidades Estaduais.
Até porque a ação rescisória estava morta desde seu julgamento definitivo e seu trânsito em julgado em 1º de fevereiro de 2007. Na verdade estavam fazendo um trabalho de magia negra, tentando a ressuscitação de um cadáver insepulto.
É sintomático que nos tenha sido proposto um acordo (eufemísticamente chamado de "tese"). Ganhadores não propõem acordos.
Mesmo com o aval da maioria esse acordo não foi implementado. Vieram mil desculpas. Tentativas de reduzir mais ainda nossos salários. Sugeriram deixar de fora o aumento concedido pelo governador Ciro Gomes. A PGE sofismou quando afirmou tratou da URV que estaria congelada. A URV nunca foi congelada porque era uma referência para minimizar os danos da inflação. Quem estava congelado de fato era a quantidade de URVs. Difícil de entender isso?
Estamos escrevendo tudo isso a propósito da possibilidade de na hora da reimplantação, que logo vai acontecer, por determinação da justiça, o Governo, que não é confiável, tentar aplicar mais golpes na categoria quanto a valores. Mas, aí estaremos atentos e vamos espernear junto à quarta vara para que as distorsões sejam corrigidas e eventuais falhas sejam sanadas.
Há evidências de que a reimplantação ocorrerá brevemente (Não somos pitonisa para dizer quando. Quem souber, pode informar que publicaremos). Apesar da SEPLAG silenciar sobre as folhas, há sinalizações positivas. A mais importante de todas é o pânico que se estabeleceu no cerne do governo.
Por todas as razões expostas acima é que, tal qual o Demóstenes nas suas Filípicas, não cansamos de advertir aos companheiros e às companheiras sobre a necessidade nos mantermos atentos e vigilantes.
Uma hidra de sete cabeças é muito perigosa. Tão perigosa que, mesmo sem nenhuma razão, conseguiu retardar até hoje a execução de nossa sentença. Agora vai já consciente da derrota vai, pelo menos, tentar minimizar o que consideram "prejuízo". Não permitiremos. Basta de blefes e de enganação. Chegou a hora da verdade.
Fica decretado que agora vale a verdade
agora vale a vida
e de mãos dadas
marcharemos todos pela vida verdadeira
.
(Artigo I do Estatuto do Homem -Thiago de Mello)
Nota: Queremos agradecer aos amigos pela precupação, na manhã de hoje, com a nossa saúde depois de uma notícia divulgada nos meios de comunicação. Estamos bem. Grande abraço.

9 comentários:

Anônimo disse...

Prezados(a) Colegas, segundo o SINDESP (Washington) me falou há pouco, o prazo para a devolução do Processo por parte do Governo ao TRT-CE, termina hoje, 08/JUL/09 e não na semana passada como fora noticiado. Vamos, portanto, todos aguardar nas próximas horas os passos que o nosso Processo vai dar naquele Tribunal. Destarte, considerando as palavras do nosso Magnânime Governador - socialista e democrata de formação - ditas no semana passada no campus da UECE que "DECISÃO JUDICIAL NÃO SE DISCUTE, CUMPRE-SE!" (sic), torcemos para que suas palavras saiam da boca de um Anjo e a implantação do PISO seja imediata, caso contrário - com todo respeito que o Cargo lhe impõe - está blefando. Com a palavra o SINDESP !! Fiquemos atentos. Prof. Célio Andrade.

Danilo disse...

Caro Professor Telmo,

Consultando novamente o site do TRT, a cerca da movimentação do processo de implantação do piso dos professores da UECE, verifiquei que após a publicação do acórdão, no último dia 22 de junho, decisão esta, totalmente improcedente, sendo o Estado do Ceará condenado inclusive em litigância de Má-fé, desta monta, foi feita carga do processo pela Procuradoria Geral do Estado. Ocorre mestre, que os fólios processuais já estão em carga a mais de 15 dias, isto é, o Estado do Ceará, ora agravante, ainda está de posse do processo ilegalmente. Cabe agora a todos os envolvidos no processo, e principalmente ao causídico patrocinador da causa, requerer, através de petição, ou reivindicação à secretaria da Turma Recursal do TRT 7ª Região, a devolução dos autos, o que promoverá a expedição de notificação à Procuradoria Geral do Estado do Ceará, para que devolva os autos no prazo máximo de 24h, sob pena de ser determinada a busca e apreensão dos autos, bem como ser oficiada a OAB/CE, para que tome as providências necessárias. Somente após a devolução dos autos é que a execução poderá ter seu curso normalizado, e o piso salarial ser implantado. Estou vigilante!
Atenciosamente,
Danilo Maracaba.

Anônimo disse...

Caros colegas:
O governo está percebendo que o cerco já se fechou. Só resta cumprir o que a Justiça determinou há bastanta tempo.Qualquer manobra ilegal que seja perpetrada, será imediatamente rechaçada por todos aqueles que se encontram atentos, vigilantes, amparados pela Verdade e pela Justiça.
Um grande abraço a todos.

Anônimo disse...

Enquanto isso, Dr. Maracaba e distintos(a) colegas, o nosso brioso SINDESP fica silencioso como um túmulo. Que diabos é isso que eu não consigo entender ? Você também entende ? Qual o real motivo ? O que está por detrás disso tudo ? Será que a ameaça da perda dos Cursos, porconseguinte, a perda da ... ?!?! Alguém sabe me dizer quando foi mesmo a eleição do SINDESP e quem foram seus candidatos ? Houve divulgação como outrora ? Até nisso ? Muito extranho !!

Anônimo disse...

Caro Dr. Danilo:
Receba nosso reconhecimento pela ajuda e esperamos que continue vigilante com o nosso processo pois vamos precisar de todos. A PGE ainda vai nos causar muitos problemas e a luta é grande.
Atenciosamente
Arnoldo

Anônimo disse...

Prezado Prof. Telmo, como o companheiro tem cópia de todo o processo do PISO, considerando que estamos na reta final, e ainda, considerando que os alquimistas chapa branca falam tanto em quantitativos, sugiro divulgar neste Blog os seguintes números no escopo de dismistificar para certas pessoas/autoriades os valores, como, por exemplo: quantos somos por universidade; quantos já nos deixaram; quantos assinaram petição solicitando sua retirada do processo por universidade; qual seria o valor médio do novo salário; qual séria, em TESE, o valor total repercussão finaneira para o Governo; e outros dados que considere relevantes e esclarecedores. Prof. Célio Andrade.

Anônimo disse...

Os professores envolvidos na causa do piso salarial devem parar de esperar e passar a exigir ação do SINDESP. Como bem disse o Dr. Danilo, "Cabe agora a todos os envolvidos no processo, e principalmente ao causídico patrocinador da causa, requerer, através de petição, ou reivindicação à secretaria da Turma Recursal do TRT 7ª Região, a devolução dos autos, o que promoverá a expedição de notificação à Procuradoria Geral do Estado do Ceará, para que devolva os autos no prazo máximo de 24h...". Quem sabe faz agora, não espera acontecer.

sylvialeao disse...

Caro Prof.Telmo, a fazer a nossa história do piso acontecer,sugiro que se forme imediatamente um grupo interdisciplinar de profs. da uece- matemáticos,administradores,contabilistas, estatísticos que se ponham a fazer esses "cálculos",e para tal,ficariam "à disposição da SEPLAG", porque pelo jeito, falta até o ábaco por lá!

Anônimo disse...

Prezado Prof. Telmo e demais colegas, que diabos de silêncio tão sepulcral é esse ? No nosso (?!) cobalido SINDESP, nada se diz, o máximo que conseguimos "arrancar" é: "estamos aguardando". Que coisa extranha !! Afinal, o prazo para devolução do processo por parte do (des)Governo, terminou ou não ? Se positivo, o que estamos aguardando ? Será uma "tolerância" dada pelo Presidente do Sindesp ? Socorro, queremos notícias !! O tempo urge !!